imagem alusiva a estatistica Investigadores e técnicos altamente qualificados e experientes do Departamento de Epidemiologia do INSA organizam e ministram diferentes açóes de formação no domínio da Bioestatística
  • Data: 7 a 11 de maio (15ª ed. - ambiente R);  08-12 outubro (16ª ed. - SPSS) de 2018
    Duração: 5 dias (35h) cada edição
    Local: nas instalações do Instituto Ricardo Jorge, em Lisboa
    Preço da inscrição: 300€
    Data limite de inscrição: 27 de abril (15ªed.) de 2018     
    Código:  2018DEP0434 (15ªed.)
    Coordenação: Ana Paula Rodrigues
    Nº mínimo e máximo de formandos: 10 e 20

    Sumário
    As metodologias epidemiológica e bioestatística são essenciais para o planeamento, execução, análise e interpretação de resultados de estudos de investigação na área da saúde. O Instituto Ricardo Jorge, em colaboração com a Escola Nacional de Saúde Pública (UNL), realiza um curso especialmente destinado a investigadores e profissionais da saúde e de áreas afins e que visa promover nos participantes competências aos níveis do desenho de estudos de investigação, da utilização de métodos de análise, apresentação e interpretação de resultados. O curso tem duas versões que diferem na componente da análise estatística: na primeira versão o pacote de programas estatísticos usado é o IBM-SPSS; na segunda versão, é utilizado o ambiente R (The R Project for Statistical Computing). Os formandos que o desejarem poderão realizar uma avaliação final para verificação das suas aprendizagens.

    Os formadores são todos colaboradores do departamento de epidemiologia do Instituto, com formação específica em epidemiologia e estatística, à qual se adicionam vários anos de experiência no delineamento e análise de estudos epidemiológicos assim como experiência de formação e docência.

    Consulte o programa  | Pré-inscrição (15ªed.)

  • Data: 1 e 2 de março de 2018
    Duração: 2 dias (14h)
    Local: nas instalações do Instituto Ricardo Jorge, em Lisboa
    Preço da inscrição: 150€
    Data limite de inscrição: 23 de fevereiro de 2018
    Código: 2018DEP0303
    Coordenação: Baltazar Nunes e Susana Silva
    Nº mínimo e máximo de formandos: 6 e 15
    Nota: os formandos devem trazer os seus computadores pessoais  com o R e o RStudio instalados 

    Sumário
    A análise de séries temporais é uma ferramenta essencial na epidemiologia e na saúde pública. Neste curso introdutório,serão abordadas as principais aplicações da análise de séries temporais em saúde pública nomeadamente a descrição da variação temporal (sazonalidade e tendência), a aplicação à vigilância epidemiológica, a avaliação do impacte de intervenções e a previsão ou projeção de indicadores. O curso recorre ao ambiente R para exemplificação e treino das técnicas descritas.

    Consulte o programa |  Pré-inscrição  

    Acesso de visitantes
  • Data:27 e 28 de fevereiro de 2018
    Duração: 2 dias (14h)
    Local: nas instalações do Instituto Ricardo Jorge, em Lisboa
    Preço da inscrição:100€
    Data limite de inscrição: 16 de fevereiro de 2018 
    Código: 2018DEP0202
    Coordenação: Mariana Neto
    Nº mínimo e máximo de formandos: 10 e 15

    Sumário
    O processo que leva a alterações da saúde por exposição a fatores de risco no local de trabalho é complexo e pouco ou nada familiar a muitos dos profissionais que estão no terreno, sobretudo os que não têm uma formação médica. Também os profissionais de saúde, apesar da sua formação, não estão frequentemente atentos ao potencial patológico do ambiente de trabalho. Acresce que as novas tecnologias e as novas formas de trabalho, impulsionadas pelos processos de globalização, têm contribuído para tornar esta área ainda mais complexa, dificultando a vigilância da saúde nas suas várias dimensões. Este curso proporciona uma introdução aos principais princípios da epidemiologia ocupacional e a análise da aplicação destes princípios ao reconhecimento, controlo e prevenção de doenças e acidentes, nas perspetivas médica e ambiental. Serão considerados os fatores de risco clássicos, mas será dado um relevo especial aos fatores de risco de natureza psicossocial, bem como a construção e uso de ferramentas integradas de avaliação.

    Consulte o programa |  Pré-inscrição

  • Data: 30 e 31 de janeiro de 2018
    Duração: 2 dias
    Local: nas instalações do Instituto Ricardo Jorge, em Lisboa
    Preço da inscrição: 100€
    Data limite de inscrição: 19 de janeiro de 2018
    Código: 2018DEP0101
    Coordenação: Mariana Neto
    Nº mínimo e máximo de formandos: 10 e 15

    Sumário
    Os modelos de equações estruturais têm registado uma utilização crescente em áreas científicas diversas, tais como as ciências sociais, as engenharias e a genética. Consequentemente, quer investigadores quer técnicos das áreas operacionais relacionadas com a saúde são confrontados frequentemente com artigos científicos que recorrem a este conjunto de métodos, com os quais não estão familiarizados. O presente curso pretende familiarizar os participantes com os fundamentos dos modelos de equações estruturais, recorrendo à combinação de perspetivas teóricas e práticas. Foi desenhado de modo a apresentar e exemplificar os principais passos da realização deste tipo de análise e dá um relevo especial aos indicadores de qualidade de ajustamento e outros critérios que permitem determinar a qualidade e a validade dos estudos com este tipo de métodos. A componente teórico-prática inclui também a análise detalhada de dois estudos de áreas diferentes. Não são necessários conhecimentos aprofundados de estatística, mas é desejável que os participantes estejam familiarizados com análises de regressão linear.

    Consulte o programa |  Pré-inscrição 

Ignorar Calendário

Calendário

Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab
1 2 3 4 5 6 7
8 9 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 Hoje sexta-feira, 20 abril 20 21
22 23 24 25 26 27 28
29 30