Imagem de laboratório de análise de águas

Aqui encontra ações de formação da responsabilidade da Unidade da Água e do Solo (UAS) que desenvolve estudos de avaliação da qualidade da água e do solo, para investigação de situações de risco para a saúde humana, de origem hídrica e telúrica. A UAS dispõe de laboratórios em Lisboa e Porto.

  • Data: 19 e 20 de abril de 2017
    Duração: 2 dias
    Local: nas instalações do Instituto Ricardo Jorge, em Lisboa
    Preço da inscrição: 150 €
    Data limite de inscrição: 6 de abril de 2017
    Código: 2017DSA0303
    Coordenação: Raquel Rodrigues e Cecilia Silva
    Nº mínimo e máximo de formandos: 3 e 6

    Sumário 
    Organizado pela Unidade de Água e Solo do Departamento de Saúde Ambiental do INSA, IP, este curso de dois dias tem como principal objetivo capacitar os participantes para a deteção, identificação e quantificação de Legionella species em amostras de água pelo método clássico (ISO 11731). O método de cultura segundo a Norma ISO 11731 é o mais utilizado entre os métodos de pesquisa para a deteção da bactéria Legionella species em amostras ambientais. A ação de formação destina-se a técnicos de laboratório, professores e investigadores, empresas e a todos os profissionais na área da Saúde Pública interessados na temática.

    Consulte o programa (brevemente disponível)  |  Pré-inscrição  

  • Data: 1 de junho de 2017
    Duração: 7 horas
    Local: nas instalações do Instituto Ricardo Jorge, em Lisboa
    Preço da inscrição: 100 €
    Data limite de inscrição: 20 de maio de 2017
    Código: 2017DSA0202
    Coordenação: Clélia Costa e Manuela Silva
    Nº mínimo e máximo de formandos: 3 e 10

    Sumário
    Os resultados analíticos de amostras de água dependem largamente da colheita, sendo essencial o controlo da qualidade da amostragem. Deve ser efetuada corretamente, assegurando-se a não alteração das amostras entre a colheita e a análise e o cumprimento de critérios e normas em vigor. O curso “Controlo da qualidade da amostragem de água”, de natureza teórico-prática, possibilitará aos participantes a aquisição e atualização de conhecimentos essenciais à implementação de um programa de controlo da qualidade da amostragem, tendo por objetivo a sua acreditação. A iniciativa destina-se a técnicos de colheitas, responsáveis técnicos de amostragem, técnicos de laboratórios, empresas, profissionais da saúde e de ambiente.

    Consulte o programa (brevemente disponível) | Pré-inscrição

  • Data: 29 e 30 de maio de 2017
    Duração: 14 horas
    Local: nas instalações do Instituto Ricardo Jorge, em Lisboa
    Preço da inscrição: 150 €
    Data limite de inscrição: 19 de maio de 2017
    Condições especiais10% para membros da APTAC, ANBIOQ, Ordem dos Biólogos e Ordem dos Farmacêuticos; 25% desconto para estudantes. 
    Código: 2017DSA0101. 
    Coordenação: Clélia Costa e Manuela Manso
    Nº mínimo e máximo de formandos: 3 e 15

    Sumário
    Segundo a Organização Mundial de Saúde, a qualidade da água para consumo humano é um indicador essencial para a avaliação do nível de saúde das populações. A avaliação da qualidade da água é, no entanto, um processo complexo que envolve a análise de vários parâmetros microbiológicos, físico-químicos e ecotoxicológicos. Por outro lado, a fiabilidade dos resultados analíticos depende largamente da amostragem. O curso “Amostragem de Água: Consumo Humano, Piscinas e Pesquisa de Legionela” tem uma natureza teórico-prática e permitirá aos participantes adquirirem conhecimentos atuais sobre a temática bem como competências práticas ao nível da amostragem. Destina-se a técnicos de colheitas e de análises de água, de saúde ambiental, responsáveis técnicos da amostragem, técnicos de entidades gestoras, de empresas e de laboratórios. Alunos, professores e investigadores envolvidos na amostragem para análises microbiológicas e químicas de água fazem parte do elenco de destinatários desta ação de formação.

    Consulte o programa (brevemente disponível) |  Pré-inscrição

  • Data: 28, 29 e 30 de novembro de 2017
    Duração: 3 dias (21h)
    Local: nas instalações do Instituto Ricardo Jorge, em Lisboa
    Preço da inscrição: 250 €
    Condições especiais: 10% para membros da APTAC, ANBIOQ, Ordem dos Biólogos; 25% desconto para estudantes
    Data limite de inscrição: 16 de novembro 2017
    Código: 2017DSA90404
    Nº mínimo e máximo de formandos: 3 a 6
    Coordenação: Raquel Rodrigues / Filipa Costa Ferreira

    Sumário
    Um curso de 3 dias que irá capacitar os participantes à deteção, identificação e quantificação de Legionella species em amostras de água por métodos de biologia molecular. O método de cultura segundo a Norma ISO 11731 é o mais utilizado para a deteção da bactéria Legionella species em amostras ambientais. Contudo, como a bactéria pode encontrar-se em concentrações muito baixas ou em formas não cultiváveis, nem sempre é possível a sua deteção por aquele método. Torna-se por isso indispensável a utilização de métodos de biologia molecular os quais, além de mais rápidos, podem também identificar bactérias não cultiváveis mas viáveis ou ainda espécies não identificáveis através do método clássico. O curso destina-se a técnicos de laboratório, professores e investigadores, empresas e todos os profissionais na área da Saúde Pública interessados na temática.

    Consulte o programa (brevemente disponível) |  Pré-inscrição

Ignorar Calendário

Calendário

Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab
        1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 Hoje terça-feira, 27 junho 27 28 29 30